Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘liberdade de conhecimento’

Publicado em janeiro 8, 2011 por outrapoliticaemsampa

Alexander Cockburn, http://www.thefirstpost.co.uk / Rebelión, 8 de enero de 2011. Traducido del inglés para Rebelión por Germán Leyens.

Coerción y humillación impregnan la cultura estadounidense

Durante los últimos siete meses, el soldado estadounidense de 22 años Bradley Manning, estuvo incomunicado bajo constante acoso en su celda 23 de 24 horas, primero en una prisión del ejército en Kuwait, ahora en el calabozo en Quantico, Virginia. Si sus ojos se cierran entre las 5 de la mañana y las 8 de la noche lo sacuden para despertarlo. Durante el día tiene que responder “sí” a los guardias cada cinco minutos. Una hora por día, lo llevan a otra celda en la que camina siguiendo la forma de un ocho. Si se detiene lo devuelven a su otra celda. Manning es acusado de entregar documentos a Julian Assange de WikiLeaks. No ha sido juzgado ni condenado. Visitantes informan que Manning está en franca decadencia mental y física. Los esfuerzos de su abogado por mejorar su condición han sido rechazados por el ejército. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Publicado em dezembro 13, 2010 por outrapoliticaemsampa

Pedro Doria, Link, 13 de dezembro de 2010

O mundo todo está falando de Julian Assange e sua criatura, o site para recepção de informação vazada WikiLeaks. Do Departamento de Estado americano a empresas privadas, como a operadora de cartões de crédito Mastercard e o braço de serviços da Amazon.com, quem pode bater e se afastar do monstro criado por Assange o faz. Estão errados.
Não é que estejam errados do ponto de vista da liberdade de fluxo da informação. Em alguns lugares, receber informação vazada é crime. Em outros, caso do Brasil, não é. Mesmo do ponto de vista ético, há bons argumentos para justificar os dois lados. Aqueles de tendência liberal sempre penderão pelo lado da liberdade, mesmo quando a liberdade incomoda. Assim como há quem, na direita e na esquerda, acredite com força que deve haver leis mais rígidas para proteger segredos. (mais…)

Read Full Post »

Publicado em dezembro 12, 2010 por outrapoliticaemsampa

Maurizio Ferraris, La Repubblica, 7 de dezembro de 2010. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Reproduzido de IHU On-line.

A Internet melhora as nossas possibilidades ou nos aliena e nos controla? Faz bem ou faz mal?

Neste debate, o filósofo italiano Maurizio Ferraris aborda, junto a diversos especialistas, as dificuldades dos jovens de distinguir entre real e virtual. Segundo o professor da Università degli Studi di Torino, a Internet aumenta a nossa possibilidade de cooperar com os outros, tornando as trocas eficazes. (mais…)

Read Full Post »

Publicado em dezembro 10, 2010 por outrapoliticaemsampa

Heether Brooke, do The Guardian, 10 de dezembro de 2010

A diplomacia sempre incluiu jantares com as elites dominantes, acertos de bastidores e encontros clandestinos. Agora, na era digital, os relatos de todas estas festas e diálogos aristocráticos pode ser reunido numa enorme base de dados. Uma vez recolhidos em formato digital, é muito fácil compartilhá-los.
Na verdade, é para isso que a base de dados Siprnet, de onde os segredos diplomáticos norte- americanos são vazados, foi criada. A comissão governamental criada nos EUA para avaliar a segurança nacional após o 11 de Setembro fez uma descoberta notável: não era o compartilhamento de informações que ameaçava os EUA, mas o não-compartilhamento. (mais…)

Read Full Post »

Publicado em dezembro 9, 2010 por outrapoliticaemsampa

Umberto Eco, Presseurop, 2 de dezembro de 2010

O caso Wikileaks tem uma dupla leitura. Por um lado, revela-se um escândalo aparente, um escândalo que só escandaliza por causa da hipocrisia que rege as relações entre os Estados, os cidadãos e a Comunicação Social. Por outro, anuncia profundas alterações a nível internacional e prefigura um futuro dominado pela recessão. (mais…)

Read Full Post »

Esquerda.net, 3 de dezembro de 2010

Porta voz do Wikileaks assegura que o arquivo de 250 mil telegramas foi espalhado por mais de 100 mil pessoas, num formato encriptado. “Se alguma coisa nos acontecer, as partes mais importantes do arquivo serão divulgadas automaticamente”.

Julian Assange, porta voz do Wikileaks, assegurou esta sexta-feira que não há a menor possibilidade de impedir a divulgação do Cablegate, o arquivo de 250 mil telegramas da diplomacia norte-americana. Isto porque, explicou, “o arquivo Cablegate foi espalhado, junto com material significativo dos EUA e de outros países, por mais de 100 mil pessoas, num formato encriptado. Se alguma coisa nos acontecer, as partes mais importantes do arquivo serão divulgadas automaticamente”. (mais…)

Read Full Post »

Laura Flanders, GRITtv, December 2, 2010

So far, WikiLeaks have concentrated their efforts on U.S. foreign policy, from wars to diplomacy. Though little concrete action appears to have been taken in response to the leaks, their next target may spark a different reaction.
Bank of America shares fell 3 percent on Tuesday after Julian Assange hinted that he had as much as 5 GB worth of their documents revealing some shady behavior. (mais…)

Read Full Post »