Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘informação’

Giuliana Miranda, Ricardo Mioto e Luiz Gustavo Cristino, Folha de S. Paulo, 11 de fevereiro de 2011

A morte do vinil e o surgimento dos HDs pessoais multiplicaram a quantidade de informação gravada no mundo, mas tudo que já foi produzido pela humanidade ainda apanha feio de uma única célula humana.
Bem feio: há cerca de cem vezes mais informação codificada no DNA humano do que em todos os livros, CDs, computadores, negativos de fotos e todo tipo de lugar onde se armazenam dados, digitais ou analógicos.

Isso não significa que não exista muita coisa arquivada por aí. Em números absolutos, podíamos armazenar, em 2007, ano analisado agora pelos cientistas, 295 exabytes. Isso equivale a cerca de 295 bilhões de gigabytes (um HD doméstico tem uns 300 gigabytes). (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Pierre Tristam, FlaglerLive.com, November 29, 2010

Undressing The Scams and Shams of Government Secrecy

As I’m writing this, the New York Times, the Guardian in the U.K. and Der Spiegel in Germany are publishing the third in a series of huge document “dumps” by Wikileaks, Julian Assange’s non-profit whistleblower website that since 2006 has been unmasking government and corporate secrets.
Wikileaks this time is releasing 250,000 documents-diplomatic cables that remove the veil from the U.S. State Department’s assumption that anything it does in backchannels is nobody’s business but its own even as it twirls the fates of millions. (mais…)

Read Full Post »

Roberto Samar e Marcelo García, Página/12, 24 de novembro de 2010. A tradução é do Cepat. Reproduzido de IHU On-line.

As novas tecnologias da comunicação – e, sobretudo os seus novos usos – têm e continuam redesenhando o espaço público. Nesse trânsito, reelaboram vínculos e relações em todos os âmbitos. O espaço não é o que era, mas tampouco o que será. As relações se tornam mais fluídas, mutantes e flutuantes. É o caso da relação entre a política e a plataforma do micro-blogging chamado twitter. (mais…)

Read Full Post »