Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘twitter’

Timothy Garton Ash, O Estado de S. Paulo, 24 de janeiro de 2011

“A Revolução Kleenex?” Acho que não. A menos, é claro, que se concorde com o presidente líbio, Muamar Kadafi. Numa denúncia pela televisão do levante popular que derrubou seu amigo ditador vizinho, ele declarou: “Mesmo vocês, meus irmãos tunisianos, vocês podem estar lendo essa conversa vazia do Kleenex na internet” (Kleenex é como Kadafi se refere ao WikiLeaks). “Qualquer imprestável, mentiroso, bêbado ou drogado pode falar na internet e vocês acreditam nele. Devemos nos tornar vítimas do Facebook, do Kleenex e do YouTube?” Ao que, como o orador é outro ditador, eu sinceramente espero que a resposta seja “sim”. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Publicado em dezembro 12, 2010 por outrapoliticaemsampa

Malcolm Gladwell, Folha de S.Paulo, 12 de dezembro de 2010. Tradução de Paulo Migliacci.

Os limites do ativismo político nas redes sociais

RESUMO
O ativismo em redes sociais como o Facebook e o Twitter deriva de vínculos fracos entre seus participantes, que não correm riscos reais como os militantes tradicionais, unidos por vínculos fortes, em ações hierarquizadas e de alto risco, tais como as organizadas durante a campanha pelos direitos civis nos EUA dos anos 60.

ÀS QUATRO E MEIA da tarde da segunda-feira 1º/2/1960, quatro universitários se sentaram ao balcão da lanchonete de uma loja Woolworth’s no centro de Greensboro, na Carolina do Norte. Eram calouros na North Carolina A&T, faculdade para negros localizada a pouco mais de 1 km dali.
“Um café, por favor”, disse um deles, Ezell Blair, à garçonete.
“Não atendemos crioulos aqui”, ela respondeu. (mais…)

Read Full Post »

Camila Fusco, Folha de S. Paulo, 28 de novembro de 2010

Considerado um dos principais ativos do mundo em internet, o Twitter pode não ter provado ainda sua rentabilidade financeira, mas, para a diretoria, o modelo de negócios baseado em serviços pagos deverá trazer resultados superiores aos de outras empresas on-line.
Com três produtos comerciais até agora -tweets promocionais, tendências ou assuntos patrocinados e contas pagas -, além de anúncios, o faturamento do Twitter ainda é um mistério. (mais…)

Read Full Post »

Roberto Samar e Marcelo García, Página/12, 24 de novembro de 2010. A tradução é do Cepat. Reproduzido de IHU On-line.

As novas tecnologias da comunicação – e, sobretudo os seus novos usos – têm e continuam redesenhando o espaço público. Nesse trânsito, reelaboram vínculos e relações em todos os âmbitos. O espaço não é o que era, mas tampouco o que será. As relações se tornam mais fluídas, mutantes e flutuantes. É o caso da relação entre a política e a plataforma do micro-blogging chamado twitter. (mais…)

Read Full Post »

IHU On-line entrevista Gabriela Zago, IHU On-line, 23 de novembro de 2010

Criado em 2006, desde o último ano o Twitter tomou uma maior dimensão no país e, assim como aconteceu com o Orkut, os brasileiros começaram a colonizar a rede social, ocupando seus espaços e dominando algumas pautas em discussão. “A cultura de se comunicar por escrito e por pequenas frases, porque são 140 caracteres de cada vez, é algo muito interessante porque faz com que novas técnicas de comunicação se desenvolvam. É preciso saber se comunicar de forma curta, é preciso pensar o que dizer para caber naquele espaço. A mudança vai mais propriamente nesse sentido”, explica Gabriela Zago durante a entrevista que concedeu à IHU On-Line por e-mail. (mais…)

Read Full Post »