Feeds:
Posts
Comentários

Entrevista a Pekka Himanen, filósofo finlandés y autor de ‘La ética hacker’

Guillermo del Palacio, Navegante, 11 de febrero de 2011

El filósofo finlandés Pekka Himanen, autor del libro ‘La ética hacker’, considera que “es imposible controlar Internet”, por lo que las medidas que buscan el cierre de páginas web para que los usuarios no accedan a contenido protegido, como la ‘ley Sinde’ no tienen sentido, ya que hay muchas maneras de saltarse los controles. “El control no es la solución”, explica Himanen. Continuar Lendo »

Anúncios

Giuliana Miranda, Ricardo Mioto e Luiz Gustavo Cristino, Folha de S. Paulo, 11 de fevereiro de 2011

A morte do vinil e o surgimento dos HDs pessoais multiplicaram a quantidade de informação gravada no mundo, mas tudo que já foi produzido pela humanidade ainda apanha feio de uma única célula humana.
Bem feio: há cerca de cem vezes mais informação codificada no DNA humano do que em todos os livros, CDs, computadores, negativos de fotos e todo tipo de lugar onde se armazenam dados, digitais ou analógicos.

Isso não significa que não exista muita coisa arquivada por aí. Em números absolutos, podíamos armazenar, em 2007, ano analisado agora pelos cientistas, 295 exabytes. Isso equivale a cerca de 295 bilhões de gigabytes (um HD doméstico tem uns 300 gigabytes). Continuar Lendo »

Cuarta Generación (con información de Wired), Agencia Matriz del Sur, 10 de febrero de 2011

Según el Pentágono, “bombardeos lógicos” en sitios de internet de países adversarios pueden desconectar presencias on line y hasta interrumpir las comunicaciones de modo de separar facciones de guerra, antes de adoptar una opción nuclear. Continuar Lendo »

Naomi Klein, autora de diversos livros que questionam o sistema econômico capitalista, criticou nesta quarta-feira no Fórum Social Mundial de Dacar as soluções tecnológicas ao aquecimento global.

Benoît Cros, Página/12, 10 de fevereiro de 2011. A tradução é do Cepat. Reproduzido de IHU On-line.

Apesar do ceticismo inicial, a mudança climática causada pelos gases de efeito estufa é hoje uma realidade reconhecida pela maioria da população mundial. Tanto é assim que para os antiglobalização o problema não é convencer as pessoas, mas oferecer soluções alternativas para impedi-la. Naomi Klein, autora de diversos livros que questionam o sistema econômico capitalista, criticou nesta quarta-feira no Fórum social Mundial de Dacar as soluções tecnológicas ao aquecimento global propostas ao longo dos últimos anos. Continuar Lendo »

IHU On-line entrevista Sergio Amadeu, 8 de fevereiro de 2011

A licença Creative Commons está em consonância com a lógica de interação da internet, pois permite que “o autor tenha uma licença juridicamente consistente, sem que seja preciso contratar um advogado. Isso facilita, regulariza as situações, dá segurança jurídica para o compartilhamento”, defende Sérgio Amadeu, em entrevista concedida à IHU On-Line por telefone. Diferentemente da lei de direitos autorais, o Creative Commons “pensa claramente na importância de direitos reservados ao autor” e garante que as “obras sejam divulgadas, distribuídas, recombinadas, e deem origem a novas criações”, explica. Continuar Lendo »

John Bussey, Wall Street Journal, February 2, 2011

A titanic battle is under way between U.S. business and China, a battle reflected in President Barack Obama’s State of the Union address last week and destined to dominate relations between the two countries for years. Continuar Lendo »

Na Rede crescem as insidias de quem quer afirmar a liberdade de cada um em relação ao poder dos estados e das empresas. E, se Wikileaks e Julian Assange revelam a insuportabilidade do segredo industrial e de Estado, os ‘social network’ recolhem, todavia, informações individuais para transformá-las em mercadoria para vender à melhor oferta.

Giulia Pacifici entrevista Richard Stallman, Il Manifesto, 19 de janeiro de 2010. A tradução é de Benno Dischinger. Reproduzido de IHU On-line.

O frio deste instável inverno romano não impede Richard Stallman de apresentar-se ao encontro vestindo uma camisa florida de meia manga. Quem o conhece, no entanto, certamente não se espanta com o look. Guru tutelar do software livre, Stallman é atualmente um guru da atitude hacker, papel que recobre desde quando, em 1983, bateu às portas do Massachusetts Institute of Technology para desenvolver um sistema operativo para computador não submetido às normas dominantes sobre o copyright. Desde então fez muitas coisas, entre as quais a de fundar a Free Software Foundation, uma fundação sem fins lucrativos que promove um uso não vinculado à lógica proprietária que regula a produção e a cessão dos programas de informática. A ele se deve a licença GPL (General Public Licence) que garante a livre distribuição do software. Continuar Lendo »