Feeds:
Posts
Comentários

Naomi Klein, autora de diversos livros que questionam o sistema econômico capitalista, criticou nesta quarta-feira no Fórum Social Mundial de Dacar as soluções tecnológicas ao aquecimento global.

Benoît Cros, Página/12, 10 de fevereiro de 2011. A tradução é do Cepat. Reproduzido de IHU On-line.

Apesar do ceticismo inicial, a mudança climática causada pelos gases de efeito estufa é hoje uma realidade reconhecida pela maioria da população mundial. Tanto é assim que para os antiglobalização o problema não é convencer as pessoas, mas oferecer soluções alternativas para impedi-la. Naomi Klein, autora de diversos livros que questionam o sistema econômico capitalista, criticou nesta quarta-feira no Fórum social Mundial de Dacar as soluções tecnológicas ao aquecimento global propostas ao longo dos últimos anos. Continuar Lendo »

IHU On-line entrevista Sergio Amadeu, 8 de fevereiro de 2011

A licença Creative Commons está em consonância com a lógica de interação da internet, pois permite que “o autor tenha uma licença juridicamente consistente, sem que seja preciso contratar um advogado. Isso facilita, regulariza as situações, dá segurança jurídica para o compartilhamento”, defende Sérgio Amadeu, em entrevista concedida à IHU On-Line por telefone. Diferentemente da lei de direitos autorais, o Creative Commons “pensa claramente na importância de direitos reservados ao autor” e garante que as “obras sejam divulgadas, distribuídas, recombinadas, e deem origem a novas criações”, explica. Continuar Lendo »

John Bussey, Wall Street Journal, February 2, 2011

A titanic battle is under way between U.S. business and China, a battle reflected in President Barack Obama’s State of the Union address last week and destined to dominate relations between the two countries for years. Continuar Lendo »

Na Rede crescem as insidias de quem quer afirmar a liberdade de cada um em relação ao poder dos estados e das empresas. E, se Wikileaks e Julian Assange revelam a insuportabilidade do segredo industrial e de Estado, os ‘social network’ recolhem, todavia, informações individuais para transformá-las em mercadoria para vender à melhor oferta.

Giulia Pacifici entrevista Richard Stallman, Il Manifesto, 19 de janeiro de 2010. A tradução é de Benno Dischinger. Reproduzido de IHU On-line.

O frio deste instável inverno romano não impede Richard Stallman de apresentar-se ao encontro vestindo uma camisa florida de meia manga. Quem o conhece, no entanto, certamente não se espanta com o look. Guru tutelar do software livre, Stallman é atualmente um guru da atitude hacker, papel que recobre desde quando, em 1983, bateu às portas do Massachusetts Institute of Technology para desenvolver um sistema operativo para computador não submetido às normas dominantes sobre o copyright. Desde então fez muitas coisas, entre as quais a de fundar a Free Software Foundation, uma fundação sem fins lucrativos que promove um uso não vinculado à lógica proprietária que regula a produção e a cessão dos programas de informática. A ele se deve a licença GPL (General Public Licence) que garante a livre distribuição do software. Continuar Lendo »

Estudo revela que 10% da população mundial é obesa. Sobrepeso também avança entre países pobres.

Reuters / C1, 4 de fevereiro de 2011

Mais de meio bilhão de pessoas, ou 10% da população adulta mundial, são obesas, segundo estudo divulgado na revista médica “Lancet”. O número de obesos dobrou em relação a 1980, e cada vez mais atinge países pobres.

Embora as nações desenvolvidas tenham feito grandes progressos no combate ao colesterol e à hipertensão, o número global de hipertensos saltou de 600 milhões em 1980 para quase 1 bilhão em 2008, por causa do envelhecimento e crescimento da população. Continuar Lendo »

Cássio Barbosa, G1, 3 de fevereiro de 2011

Chegou ontem a notícia: a missão Kepler descobriu candidatos a planeta do tamanho da Terra e, mais ainda, os primeiros que estão na zona habitável de uma estrela! Resultados mais do que aguardados pelos astrônomos do mundo inteiro. Isso porque a missão espacial Kepler da NASA foi concebida na década de 1990 justamente com o intuito de detectar planetas que tivessem o tamanho da Terra e, por isso, deveriam ser rochosos. Continuar Lendo »

A rede social obrigará os criadores de jogos a utilizar o Facebook Credits. O objetivo final é impor-se como um padrão de transações na rede.

Manuel Ángel Méndez, El País, 27 de janeiro de 2011. A tradução é do Cepat. Reproduzido do IHU On-line.

Novo golpe de efeito (e de autoridade) de Mark Zuckerberg. A partir de julho todos os criadores de jogos no Facebook, desde a Zynga e a Playfish até os pequenos estúdios, estarão obrigados a utilizar a moeda virtual da rede social, o Facebook Credits, para vender produtos digitais. Seu objetivo imediato é evidente: abocanhar parte dos ingressos em jogos sociais, um setor que este ano moverá 1,9 milhão de euros. Continuar Lendo »

Comunicação frenética on-line é forma de loucura, diz socióloga dos EUA. Sherry Turkle afirma que a tecnologia está ameaçando dominar nossas vidas e nos tornar menos humanos

Paul Harris, The Guardian / Folha.com, 2 de fevereiro de 2011

O modo frenético como as pessoas se comunicam on-line por meio do Twitter, do Facebook e de mensagens instantâneas pode ser visto como uma forma de loucura moderna, de acordo com uma importante socióloga norte-americana. Continuar Lendo »

A opção pela retirada da licença Creative Commons (CC) do site do Ministério da Cultura é reflexo de um posicionamento político assumido pela ministra Ana de Hollanda. Não se trata de medida menor ou ação isolada, e sim é parte de uma estratégia que resultou no estremecimento da relação do Ministério da Cultura com as forças defensoras do compartilhamento do conhecimento e da colaboração cultural.

Rodrigo Savazoni, Envolverde, 1 de fevereiro de 2011

Durante o governo Lula, a liberdade foi tônica: na política de valorização do software livre e no reconhecimento das novas formas de produzir e circular informação pelas redes interconectadas. O mundo, então, voltou seus olhos para o Brasil, país que em várias áreas do conhecimento voltou a apontar caminhos e produzir respostas globais – como ocorreu na época do surgimento da poesia concreta, da Bossa Nova e da arquitetura de Niemeyer. Continuar Lendo »

Iroel Sánchez, La pupila insomne / Rebelion, 31 de enero de 2011

Cuando en junio de 2009 la llamada “revolución verde” alentaba la desestabilización en Irán a través de Internet, la Secretaria de Estado estadounidense intervino ante Twitter para pedirle que postergara una operación de mantenimiento que implicaba la interrupción de sus servicios. El objetivo, confesado posteriormente por la propia Clinton, era muy claro: “nosotros hicimos mucho por reforzar a los que protestaban sin mostrarnos. Y seguimos hablando con ellos y apoyando a la oposición”. Continuar Lendo »